quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Em mim há uma infinidade de recortes,
mas não sou arte que deve ser apreciada com pressa.
Sou feita de detalhes antigos que carecem de contextualizações.
Quem quiser que venha, mas antes se informe.
Sou igual aos museus.
Tenho horário para fechar.

Trecho do Livro "Mulheres de Aço e de Flores"
Padre Fábio de Melo

Um comentário:

guiomar disse...

Padre Fávio de Melo não cheguei a ter oportunidade de ler este seu livro, mas com toda certeza deve ser um livro maravilhoso como os que eu li.