quarta-feira, 13 de junho de 2012

CORRENTE DE AMOR


No silêncio do meu quarto elevo o meu coração. 
Lágrimas me vêm aos olhos, quando faço uma oração 
Obrigado Pai querido, por me amares tanto assim, 
Derramando tuas bênçãos, carinho que não tem fim... 

Se eu puder agradecer com um abraço apertado, 
Desça aqui, vou te abraçar, de um modo bem demorado 
Vou ficar abraçadinho muito tempo com Você Para que saibas, 
Paizinho, como eu sei agradecer. Nesta hora – é madrugada - preciso do 
Teu amor. Minha fé é tão imensa, nesta hora de fervor.

Fecho os olhos, elevo a alma, nem preciso 
Te dizer, Que ouço o Teu coração, ao lado do meu bater. 
Meus amigos também oram, para Ti, com tal fervor, Sentimos 
Tua presença nesta corrente de amor! 

 ((Mírian Warttusch))

Um comentário:

Mírian Warttusch disse...

Grata por esse mimo. Adorei!