terça-feira, 15 de maio de 2012

Viva Feliz


Um coração muito magoado 
É prenuncio de estar desamado 
A mágoa é inimiga mortal do amor 
Deixa a alma em estado de amargor 

 Adote o alto astral viva com alegria 
Que só faz bem, e para o mundo sorria 
O sorriso abre o coração e ilumina o seu dia 
Quem anda triste e pessimista tem a vida vazia

 Preencha-se de otimismo vá viver amando 
Sua vida se transformará sofrer é um engano 
Não se martirize nem se entregue ao abandono 
Seja humilde vá aprendendo e o amor adotando 

 Abra seu sorriso ele não machuca ninguém 
Seja amável isto lhe fará um incalculável bem 
Amor é o presente que mais conforta o coração 
Quem ama tem muita alegria e nos olhos um clarão 

 Deixemos o amor bem fluir em sua forma natural 
No coração sentiremos todo o conforto material 
E na nossa alma com o doce conforto espiritual 
Enchendo de júbilo coração e alma isto é real 

(( Ismael Santana Bastos))

3 comentários:

guiomar disse...

Às vezes agente sente a falte de um amor, de ser amada. Eu estou falando isso é sobre a minha pesoa. muitas vezes eu não sei o que ésentir um amor, maseu não estou questionado. Mas eu sinto a falta de uma pessoa para bater um bom papo, colocar as conversas em dia. Mesmo que eu ñão tenho muito o que falar depois que meu esposo se foi à 10 anos. É muito ruim viver sem ter o nosso companheiro ali do lado, cnversar, sorrir, contar de tudo. Já era para eu ter acostumada mais é muito dificil.

guiomar disse...

todos nós temos o direito de ser mesmo que dure só um pouco. uma hora, um minuto, um segundo, e pode ser para sempre, mas esse é o nosso direito, o nosso querer, a nossa vontade de sermos felizes. A felicidade faz parte do nosso cotidiano. Ninguém te o direito de nos privar da felicidade.

guiomar disse...

todos nós temos o direito de ser mesmo que dure só um pouco. uma hora, um minuto, um segundo, e pode ser para sempre, mas esse é o nosso direito, o nosso querer, a nossa vontade de sermos felizes. A felicidade faz parte do nosso cotidiano. Ninguém te o direito de nos privar da felicidade.