segunda-feira, 28 de maio de 2012

O Cântico de Maria


Ela toda encantada 
Como uma agraciada 
Cheia de inspiração 
Faz uma canção poética 
Que na visão profética 
É um canto de libertação 

 Sua alma agradecida 
Engrandece o Deus da Vida 
Seu Rei, seu Senhor 
Por ter Ele enviado 
Cristo Filho Amado 
O Messias Salvador 

 Alegria no Senhor Deus Onipotente 
Que sempre de geração em geração 
Tem olhado pra sua carente gente 
A Israel espiritual, remanescente 
Espalhada no meio da multidão 

 Senhora do seu destino 
Ela exalta nesse hino 
O Deus Restaurador. 
Deus dos feitos grandiosos 
Que destrona os poderosos 
Toda espécie de opressor 

 Deus que lá do infinito 
Bem pertinho faz bonito 
Aos humildes de coração 
E deixa de mãos vazias 

Agentes das tiranias Amantes da ambição 
 Linda Maria, poetisa de mão cheia 
Ainda menina, mas já tem convicção 
De algo que percorre toda veia 
Do povo oprimido que anseia: 
Paz, justiça, dignidade, libertação... 

 ((Jetro Fagundes))

Um comentário:

guiomar disse...

PURA IMACULADA CONCERBIDA, CHEIA DE TODO PODER, GRACIOSA, QUE NOS ENSINOU A SER MULHERDE VERDADE. UMA MÃE QUE SOUBE SOFRER COM SEU FILHO ACOMPANHANDO O SEU TRAJETÓRIO LIMPANDO O SANGUE QUE DECIA ESCORRENDO PORTODO SEU CORPO, E ELA SEMPRE FIRME E FORTE. MÃE GUERREIRA, QUE SOFREU CALADA JUNTO COM SEU FILHO.