sábado, 24 de março de 2012

Padre Fábio de Melo é atração no aniversário da Biblioteca Pública Arthur Vianna

As comemorações pelos 140 anos da Biblioteca Pública Arthur Vianna incluíram, nesta sexta-feira, 23, a realização de um Ciclo de Palestras sobre o tema “A tolerância religiosa”, ministradas pelo padre Fábio de Melo. Para permitir que todos os interessados pudessem acompanhar a explanação - tendo em vista que as inscrições para o evento encerraram nos primeiros dias da programação -, a direção da Fundação Tancredo Neves disponibilizou um telão na Praça da Palavra (andar térreo do Centur), que transmitiu a palestra em tempo real.

Fábio de Melo foi ordenado sacerdote em 2001, tendo uma formação posterior ampla: professor universitário, graduado em Filosofia e Teologia, pós-graduado em Educação e em Teologia Sistemática, escritor, cantor, compositor e apresentador. Com quinze CDs gravados e com um repertório que valoriza a religiosidade e a cultura musical brasileira, é também autor de livros campeões de venda como “Quem me roubou de mim”, “Tempo: Saudades e Esquecimentos”, “Quando o sofrimento bater à sua porta”, “Amigo: somos muitos, mesmo sendo dois”, “Carta entre amigos” e o mais recente “Tempo de Esperas”.

Junto ao Ciclo de palestras, a programação desta sexta-feira apresentou, ainda, os escritores Fernando Pessoa e Cláudio Cardoso no projeto “A noite é uma palavra”, que incluiu a declamação de obras literárias acompanhadas das performances de músicos e atores, como Paulo Moura e Vitor Soares. A ideia do projeto é transformar o sarau literário em um espetáculo completo com as diversas linguagens artísticas. Ainda na noite de hoje, o escritor Cláudio Cardoso lançou o livro “A filha do Oriente”, às 19h, no andar térreo do Centur.

Outra atração do dia foi o Grupo Teatro de Origem, que se apresentou às 16h, na Praça da Palavra. O grupo exibiu o espetáculo “Celebração à palavra”, das intérpretes Yandra Galuppo e Marluce Araújo, que aborda por meio de pequenas histórias o poder da palavra e da voz humana, desde o surgimento da linguagem, a partir dos mitos e dos ritos, práticas ancestrais de comunicação e expressão humana. Às 17h, o Instituto Ocara fez uma perfomance de danças circulares. A programação cultural do dia encerrou às 20h, com o show do grupo afro Ita Lemi Sinavuru.

Serviço: A programação pelos 140 anos da Biblioteca Pública Arthur Vianna se estende até o domingo (25). Mais informações pelo fone 3202-4332

Nenhum comentário: