terça-feira, 27 de março de 2012


É no viver que também morro. Deste paradoxo nasce a gana, o desejo de significar o instante, comemorar cada respiro.

(( Pe. Fábio de Melo ))

Nenhum comentário: