segunda-feira, 19 de março de 2012

Um comentário:

guiomar disse...

Para mim o amor é um dos maiores sentimentos que existe. Quando meu esposo era vivo, meu Deus, o nosso amor era tão grande gente que se parecia exagerado, mais não era, e se fosse tambem para nós dois nada mais tinha importância a não ser nossos filhos. Era aquele amor saudável, gostoso de sentir. Mesmo que qnando ele vinha do trabalho e só podia ficar conosco so 2 ou 3 dias o nosso amor aumentava mais ainda. Até que um dia eu recebi a pior noticia da minha vida. Que ele havia falecido. Só que, já tinha 2 meses que nós não nos víamos, porque meus filhos já morava aqui em Valadares, e eu ficava 2 meses aqui e 2 meses com ele em Almenara. Daí então esse amor misturou com sofrimento, angústia e a solidão, e então eu convivo com esses 3 adjetivos a quase 10 anos. Mas meus queridos (as), é uma ferida que parece não cicatrizar. Já me aconcelharam a arrmar outro companheiro. Mas não é isso que eu quero, não é isso que meu coração quer, e sabe porque gente? Ninguem cobrirá a falta que ele me faz. Só que agora eu já sofro calada porque eu não posso alugar os ouvidos das pessoas com os meus sofrimentos. Antes eu vivia me perguntando, porque? Porque isso aconteceu comigo? Mais agora eu vejo que não sou melhor do que as outras mulheres. Hoje vivo com meu companheiro que é o meu computador, e Deus que me ilumina sempre.