domingo, 8 de janeiro de 2012

Epifania do Senhor, onde a estrela parou

Imagem de Destaque

Que tenhamos atitudes benditas de humildade
Com a festa de Epifania, a Igreja celebra a manifestação de Jesus ao mundo. Epifania, palavra de origem grega, significa "manifestação externa, aparecimento". No mundo helenista, a palavra era usada para exprimir a chegada de um imperador em visita aos territórios de seu domínio. O uso tradicional desta palavra, para indicar esta narrativa do nascimento de Jesus, em Mateus, induz a uma interpretação gloriosa deste nascimento.


Mateus apresenta Jesus como a luz e a glória de Deus para o povo de Israel, sendo a Ele que os povos vêm em adoração, em uma perspectiva universalista, a qual está presente também no pensamento de São Paulo, na segunda leitura do domingo da Epifania do Senhor.

A menção da estrela que guia os Reis Magos é uma alusão à estrela de Jacó, que, depois, se transformou na estrela de Davi, com seis pontas e doze lados, associando Jesus ao messianismo davídico. Assim também se dá com o nascimento em Belém, que era tida como a terra de origem de Davi. Todos estes acentos messiânicos o evangelista os fazia para convencer sua comunidade de cristãos originários do judaísmo que, em Jesus, se realizavam as suas expectativas messiânicas, conforme a tradição do Antigo Testamento.

A estrela que guiou os Reis Magos parou num humilde presépio, onde nascera o Menino Jesus e onde Maria e José permaneceram por algum tempo, cuidando, contemplando e adorando o Menino-Deus. A estrela leva a Jesus. O ambiente é rústico, simples e pobre, mas a estrela indica a grandeza do Filho de Deus, que se tornou humano para que nós pudéssemos nos tornar divinos.

Na nossa vida, o Espírito Santo também se faz estrela, conduzindo-nos a Jesus. Que cada um de nós, como os Reis Magos, aprenda a seguir, com admiração, interesse e amor essa estrela que sempre quer brilhar para nós.

Neste nosso primeiro artigo do ano da graça de 2012, quero expressar meu agradecimento a todos os que me acompanham, partilhando a Palavra de Deus, conforme nos exortou o Papa Bento XVI para que usássemos de todos os aeropágos para pregar o Evangelho de Jesus Cristo.

Que tenhamos, nesta solenidade, as atitudes benditas de humildade, solidariedade, alegria, serviço fraterno. Eis a lição que o Cristo do presépio, o Cristo da Epifania, vem trazer para nós. Somente colocando em prática a Sua mensagem é que saberemos construir e merecer a felicidade eterna, que pode ser vivida ainda aqui neste mundo. A estrela para em Jesus. Vamos, como os simples pastores ou como os Reis Magos, seguir essa estrela, que nos faz construir a paz e o amor.

Que no ano de 2012, sejamos mais fraternos, solidários vivendo sempre à luz de Cristo, o Redentor, que se manifesta ao mundo para que, no Seu seguimento, sejamos homens e mulheres mais gente.

Dom Eurico S. Veloso
Arcebispo Emérito de Juiz de Fora (MG)

2 comentários:

Gustavo disse...

boa tarde, meu nome é Gustavo, sou de Tres Lagoas MS e sou ministro da eucaristia aqui na paróquia de N.S.Apda e hj fui incubido de fazer uma celebração da palavra em uma capela e fui agraciado com esta reflexão do Pe Fabio no qual me enriqueceu teológicamente e principalmente espiritualmente pra que eu posso celebrar como Deus quer e ser sinal de luz de Cristo para os irmãos que vou encontrar na celebração. Muita Luz e força de Cristo pra todos que mantém esse site e pra vc Pe Fabio, pra que continue sendo esse verdadeiro pastor de suas ovelhas nos levando a enxergar a estrela que para em Cristo. Abraços fraternos, Gustavo Neves

guiomar disse...

Padre Fabio, eu li esse texto e achei que foi o senhor que teria escrito. Nunca vamos esquecer de suas palavras, dignas, enriquecidas, que só nos traz a verdadeira paz espiritual. Espero que esse ano seja um pouco menos atribulado que o ano passado. Vai vir muitas lutas por aí, mais vamos conceguir vencer todas, se juntarmos nossas forças em Deus. Fique com o nosso Deus todo poderoso.