sexta-feira, 4 de março de 2011

Deus fez a mulher

Quando Deus criou o homem
Percebeu que lhe faltava algo
Como a sensibilidade para sentir
Toda a beleza que o mundo lhe oferecia
Faltava-lhe amabilidade
Para o trato com os animais.
Não havia delicadeza de perceber
O perfume e doce encanto das flores.
Deus percebeu que o homem era energia
Mas ao mesmo tempo frágil à dor
Tinha dificuldades de pensar
Precisava de um coração para lhe guiar.
Percebeu que ele jamais conseguiria viver sozinho
Porque é desorganizado, nem se alimentar sabe.
Porque o homem é dengoso, é medroso
Enfim, o homem só, não tem direção
Precisa de alguém que lhe de a mão.

Então, Deus fez a mulher
Um Ser amável, sensível, romântica...
De aparência frágil, mas forte como rocha.
Que gera, cria, educa os filhos...
Que é dona do lar, organizadora da família...
Que é trabalhadora, guerreira, persistente, valente...
Que é esposa, é amante, é mulher... que tem fé
Extremamente zelosa com o Divino.

Deus se encantou tanto com esta sua criação
Que desejou senti-la intimamente
E no ventre de uma mulher desejou ser gerado.
Por uma mulher foi aquecido, foi amado
Passo a passo sua humanidade foi construída
E durante toda sua vida
Por ela foi acolhido
E mesmo já sem vida
Nos braços dela
Seu corpo foi estendido.

Ataíde Lemos

Nenhum comentário: