quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Texto lindo! " O caderno"

Eu não sei se você se recorda do seu primeiro caderno
Eu me recordo do meu
Com ele eu aprendi muita coisa
Foi nele que descobri que a experiência dos erros,
Ela é tão importante quanto à experiência dos acertos
Por que vistos de um jeito certo, os erros, eles nos preparam
para nossas vitórias e conquistas futuras.
Por que não à aprendizado na vida que não passe pela experiência
dos erros
Caderno é uma metáfora da vida, quando erros cometidos eram
demais eu me recordo que nossa professora nos sugeria que a
gente virasse a pagina
Era um jeito interessante de descobrir a graça que há nos recomeços
Ao virar a pagina os erros cometidos deixavam de nos incomodar e
a partir deles a gente seguia um pouco mais crescido
O caderno nos ensina que erros não precisam ser fontes de castigos
Erros podem ser fontes de virtudes
Na vida é a mesma coisa
O erro tem que esta a serviço do aprendizado
Nenhum tem que ser fonte de culpas, de vergonhas.
Nenhum ser humano pode ser verdadeiramente grande sem que
seja capaz de reconhecer os erros que cometeu na vida
Uma coisa é a gente se arrepender do que fez
Outra coisa é a gente se sentir culpado
Culpas nos paralisam, arrependimentos não.
Eles nos lançam pra frente, nos ajuda a corrigir os erros cometidos.
Tê-los a semelhante a um caderno
Eles nos permite os erros pra que a gente aprenda pra fazer do jeito certo
Você tem errado muito? Não importa aceite de Deus esta nova pagina de
vida que tem nome de hojeRecorde-se das lições do seu primeiro caderno
Quando os erros são demais vire a pagina.

((Pe.Fábio de Melo))

2 comentários:

idalete disse...

EU Idalete alves gosto muito desse texto, ele mim faz pensar em tudo ki faço no meu dia, minha vida,meu trabalho ki sempre posso melhora, eu tabalho cmo agente de saude e a noite em um restourante,sao tantas pessoas precisando de ouvir um texto desses, se eu pudesse eu faria muitos e os entregava de presente.Todos nós precisa de um CADERNO... Lindo

Alexander, Desirrée e Enzo disse...

Filho,

Quando aprendi com GENTE através de pequenos detalhes o nosso valor verdadeiro, coloquei em prática “plantando sementes” o que meus pais, meu primeiro supervisor na Nestlé (Sr. Giovanni Lattanzi Cariello) e “Ele” Deus nosso Pai sempre me ensinaram, que devemos ser o retrato para nossos filhos, para nossa equipe, para GENTE.
Aprendi com GENTE, que me fez lembrar que não estaremos presentes fisicamente nesta vida por muito tempo, mas, que podemos estar para sempre através de presença de espírito em todos os momentos bons e ruins que por ventura possam existir na vida de nossos entes queridos, de GENTE que faz parte do nosso dia-a-dia e de GENTE que achamos que não faz parte do nosso dia-a-dia.
Aprendi com GENTE, que de nada vale nesta vida se não temos:

Amor Próprio
Paixão pela Vida (Deus Pai e nossa Família)
Sangue na Veia
Determinação
Garra e Esperança
Sabedoria
Fé/Esperança
Fraternidade
Amor pelo Amanhecer/Pelo nosso Dia-a-dia
Amor pelo nosso "Universo", afinal é de nossa inteira responsabilidade construir o mundo que nos cerca.
Aprendi com GENTE, que uma empresa não vive apenas de marcas, mas, vive de alegria, de segurança, de gestão qualitativa, de honestidade, da capacidade em formar, de esperança, de determinação, de humildade, de amor e de comprometimento que seus gestores dão para as suas equipes, para GENTE.




Foi com GENTE que aprendi como é bom "ensinar a dar as mãos", pois acredito que GENTE tem fome de:

Atenção
Informação
Capacitação
Respeito/Humildade
Amor Próprio
Fé/Esperança
Alegria
Ideal na Vida
Fraternidade
Gentileza

Aprendi com GENTE que “Gentileza gera Gentileza”, que nós viemos aqui para servir, que é de nossa inteira responsabilidade construir um mundo melhor não só pensando no bem para os “nossos filhos e nossos netos”, mas, “gerações e gerações” a nossa frente.
Aprendi com “ELE”, que se você cair e não quiser levantar, "ELE" vai estar do seu lado, mas, não vai poder te ajudar, se você cair mil vezes e estender a mão para "ELE", "ELE" não vai cansar de te dar as mãos.
Filho, nunca se esqueça:

“Comece fazendo o necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível.”

São Francisco de Assis


Eu te Amo!

Seu Pai!

+++++++++++++++++++++++++++++++++++


Padre Fábio de Melo,

A sua presença de espírito, o dom da sua palavra, tem ajudado muito (a mim e a minha família) nesta luta por mais um dia.
O Senhor foi um dos responsáveis pelo “puxão de orelha”, o despertar para o valor de pequenos gestos, que fazem parte do meu dia-a-dia, mas, eu não tinha a noção da importância de um “aperto de mão”.
Padre, o Senhor também foi um dos responsáveis por eu ter escrito esta carta, esta mensagem para o meu Filho, apesar de tudo que escrevi também fazer parte do meu dia-a-dia desde o amanhecer, eu não sabia como é bom para mim e para ele ouvir, sentir, ver, entender e fomentar que:


“Gentileza gera Gentileza! É de nossa inteira responsabilidade construir um mundo melhor para os nossos filhos, para os nossos netos, para GENTE.”



Muito obrigado,

Alexander, Desirrée e Enzo